Estrutura

Centro Cirúrgico

Informações

Para informações sobre o paciente internado, fale com o Centro Cirúrgico:

Horário de atendimento: 24h

Localização: 2º andar do Bloco C

Fone: (51) 3314.3292

Apresentação

Equipado com o que há de mais moderno, o Centro Cirúrgico do Hospital Moinhos de Vento realiza cirurgias de alta, média e baixa complexidade, abrangendo todas as especialidades. São duas unidades cirúrgicas, 17 salas cirúrgicas com tecnologia de ponta, 41 leitos de recuperação, um microscópio pentero para cirurgias neurológicas e o Robô Da Vinci. No ano de 2018, foram realizadas aproximadamente 23.500 cirurgias.

Processo Cirúrgico

O paciente do Centro Cirúrgico é avaliado pelas equipes assistenciais e médicas, passando por enfermeiros, anestesista e cirurgião. Este processo segue as exigências da Joint Comission Internacional (JCI) e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Informatização

No Centro Cirúrgico do Hospital Moinhos de Vento, o prontuário do paciente é totalmente eletrônico. Além disso, o Hospital é o único do Rio Grande do Sul a utilizar um dispensário de medicamentos que libera somente o medicamento e a dosagem que estão prescritos, após a confirmação do profissional habilitado, proporcionando mais segurança ao paciente.

Segurança Internacional

O Hospital Moinhos de Vento trabalha com as normas internacionais que regem a cirurgia segura. Desenvolvido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o Protocolo de Cirurgia Segura ou Check List e o Time Out determinam uma série de rotinas de verificação que, segundo estudos internacionais, asseguram o procedimento e reduzem a mortalidade cirúrgica em até 42%.

Passo a Passo

O Check List da Cirurgia Segura envolve três grandes momentos: identificação, confirmação e registro. No primeiro, o paciente é envolvido no processo de identificação, tanto pessoal quanto do local da cirurgia, e a equipe confirma dados importantes, como risco de perda sanguínea ou de reação alérgica. Na segunda etapa, todos os profissionais que participarão da cirurgia se identificam e repassam os pontos críticos do procedimento. Por último, após a cirurgia, todos os profissionais analisam o procedimento, contam os materiais utilizados, rotulam peças anatômicas ou outras amostras obtidas, assim como outros problemas a serem resolvidos. E finalizam traçando os planos de cuidados em relação ao pós-operatório, antes do encaminhamento do paciente à sala de recuperação anestésica.

Conheça os objetivos da Cirurgia Segura

  1. 1A equipe irá operar o paciente correto e o local correto.
  2. 2A equipe irá usar métodos conhecidos para prevenir danos na administração de anestésicos enquanto protege o paciente da dor.
  3. 3A equipe irá reconhecer efetivamente e se preparar para o risco de perda de via aérea ou de função respiratória.
  4. 4A equipe irá reconhecer e efetivamente se preparar para o risco de perda sanguínea elevada.
  5. 5A equipe irá evitar indução de uma reação alérgica ou adversa de drogas para os quais o risco ao paciente é conhecido.
  6. 6A equipe irá usar métodos conhecidos para minimizar o risco de infecção de sítio cirúrgico.
  7. 7A equipe irá impedir a retenção inadvertida de instrumentos ou compressas em feridas cirúrgicas.
  8. 8A equipe irá garantir e identificar com precisão todos os espécimes cirúrgicos.
  9. 9A equipe irá efetivamente comunicar e trocar informações críticas para a condução segura da operação.
  10. 10Hospitais e sistemas de saúde pública estabelecerão vigilância de rotina da capacidade cirúrgica, dos volumes e resultados.

Perguntas Frequentes

O que é uma cirurgia eletiva?

O que preciso saber antes de fazer uma cirurgia?

Qual é o preparo para uma cirurgia?

0