Notícias

Encontre uma notícia

até
- Institucional

Núcleo de Doenças do Pâncreas do Hospital Moinhos de Vento oferece tratamento diferenciado no combate ao câncer

Está é a primeira unidade especializada na área em um hospital privado no Rio Grande do Sul

O câncer de pâncreas atinge cerca de 8 em cada 100 mil/habitantes no Rio Grande do Sul. A doença acomete principalmente adultos, alcançando altas taxas de mortalidade. Normalmente, os sintomas são tardios, dificultando o diagnóstico inicial, fundamental para a cura desta doença. Os sinais mais comuns são dor abdominal que se irradia para as costas, icterícia, perda de apetite e de peso, diabetes tipo 2 de início recente.

Como forma de oferecer serviços que contribuam para a prevenção e o diagnóstico, o Hospital Moinhos de Vento conta com o Núcleo de Doenças do Pâncreas. A unidade reúne o primeiro grupo disciplinar de pâncreas e vias biliares dedicado em um hospital privado do Rio Grande do Sul, formado por especialistas com mais de 20 anos de experiência nesta área.

Na unidade, já estão implantados os testes necessários para detecção de fatores de risco para desenvolvimento de câncer, avalição e punção biópsia de lesões de suspeitas de malignidade no pâncreas por endoscopia, além do tratamento por cirurgia laparoscópica e robótica. Um dos grupos que se beneficia de avaliação são os pacientes portadores de síndromes ou mutações genéticas e famílias onde há ocorrência de câncer em pelo menos 2 familiares.

O Núcleo possibilita, também, consultoria a equipes médicas da Johns Hospkins Medicine, instituição norte americana a qual o Moinhos de Vento é afiliado. “Integramos várias especialidades buscando sempre oferecer excelência no atendimento”, ressalta o coordenador Alessandro Bersch Osvaldt.

O grupo também orienta a correta realização de exames de imagem e endoscópicos para tumores, cistos, inflamação aguda e crônica, tratamentos de pedras na vesícula, entre outros. O atendimento, particular e por convênios, pode ser realizado nas quartas-feiras, das 16h às 20h no 12° andar (Sala 3). Todos os pacientes atendidos têm seus casos clínicos discutidos semanalmente durante reunião multidisciplinar entre todas as especialidades, com o objetivo de definir em grupo da conduta personalizada para cada paciente.

Links relacionados

Downloads relacionados

COMPARTILHAR NOTÍCIA :
< VOLTAR PARA NOTÍCIAS
0