Notícias

Encontre uma notícia

até
- Alta Complexidade

Novidades e resultados sobre alta complexidade em obstetrícia

Edição do mês de junho do Grand Round ocorreu nesta terça-feira (18)

Voltado para a comunidade e corpo clínico do Hospital Moinhos de Vento, o Grand Round do mês de junho teve como tema a “Alta Complexidade em Obstetrícia”. Realizado nesta terça-feira (18), no Anfiteatro Schwester Hilda Sturm, na própria instituição, o evento mensal apresentou novidades, números e resultados na área.

Na abertura, o chefe do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia do Moinhos, Dr. Marcos Wengrover Rosa, destacou a importância de criação de um polo voltado para a complexidade do atendimento à gestante de alto risco e das patologias hoje diagnosticadas e tratadas intraútero. “O hospital define assim a linha completa de cuidados à mãe e a criança de alto risco, contando com o suporte da Emergência Obstétrica e UTI neonatal. Somos também uma referência em acolhimento e dedicação de toda equipe multiprofissional, que gera ótimos resultados assistenciais”, apontou Rosa.

O evento teve dois palestrantes. O primeiro foi o Dr. Felipe Bassols, que fez um apanhado histórico da medicina fetal e apresentou estudos e informações atuais, como a cirurgia de correção de defeitos congênitos intraútero, tais como espinha bífida e transfusão intraútero para gestação gemelar. Ele reforçou, ainda, a relevância do debate. “É muito importante que os diferentes setores do hospital tenham conhecimento do que se faz hoje na área da medicina fetal. O Grand Round oportuniza isso”, declarou Bassols.

 Na sequência, a Dra. Janete Vettorazzi abordou aspectos da gestação de alto risco, sua prevalência e fatores de risco. Ela salientou que mais de 40% dos partos hoje realizados no Hospital Moinhos de Vento são de gestantes de alto risco. “Dentre os principais fatores estão: mulheres acima de 35 anos, hipertensas, obesas e diabéticas”, explicou Janete.

 O superintendente médico do Hospital Moinhos de Vento, Luiz Antonio Nasi, falou sobre os desafios para o futuro. “Nosso corpo clínico já possui alguns dos melhores profissionais de Porto Alegre e do Estado. O setor de enfermagem também realiza um trabalho de excelência. A tendência é termos um hospital cada vez mais capacitado para atender pacientes complexos e gestações de alto risco, com toda linha de cuidado materno-infantil necessária. O hospital em breve também irá inaugurar o Núcleo de Genética e Fertilização, voltado para mulheres com dificuldade de engravidar, incluindo pacientes submetidas a tratamento oncológico prévio. Queremos ser um centro de referência do Sul do Brasil voltado para as mulheres. Este Grand Round também serviu para mostrar o que já está sendo feito”, concluiu Nasi.

Também estiveram presentes no evento a superintendente assistencial do Hospital Moinhos de Vento, Vania Röhsig, e o superintendente de Educação, Pesquisa e Responsabilidade Social, Luciano Hammes.

Links relacionados

Downloads relacionados

COMPARTILHAR NOTÍCIA :
< VOLTAR PARA NOTÍCIAS
0