Notícias

Encontre uma notícia

até
- Eventos

Diretrizes clínico-assistenciais são apresentadas no 10º Seminário PROADI-SUS

Evento tratou dos rumos para qualificar as práticas dos profissionais de saúde e gestores

O Hospital Moinhos de Vento promoveu nesta quarta-feira (10), o 10º Seminário PROADI-SUS. O objetivo dos encontros é compartilhar informações sobre as iniciativas desenvolvidas em parceria com o Ministério da Saúde, dentro do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS). Nesta edição, foram apresentadas as diretrizes clínico-assistenciais para diagnósticos e tratamentos de saúde.

Visando nortear melhores práticas aos profissionais de saúde e gestores, o projeto gerou, através de reuniões com painelistas e momentos de capacitação, recomendações para qualificar a prática clínica. As formações ocorreram através de workshops e desde 2016 incluíram cerca de 150 especialistas na temática.

Através de metodologia preconizada com padrões da Organização Mundial da Saúde, o grupo de trabalho realizou uma revisão da literatura medicinal. A proposta consiste em trazer dados confiáveis, transparentes, multidisciplinares, com revisões sistemáticas e de custos para aplicações que geralmente causam dúvidas no profissional durante decisões diárias.

O projeto, no primeiro triênio, desenvolveu quatro diretrizes para o Ministério da Saúde sobre doença de Chagas, insuficiência cardíaca crônica, diabetes Mellitus tipo 2 e artrite reumatoide. Para o período 2018-2020, o destaque é a colaboração na produção de novas diretrizes em um processo de tutoria com outros grupos brasileiros.

Segundo a líder do projeto na instituição, Verônica Colpani, o período oportunizou um intercâmbio de informações. “Contamos nos últimos três anos com palestrantes nacionais e internacionais como pesquisadores da McMaster University (Canadá), Grade working GRoup, Evidence Prime, European Comission, American University of Beirut (Líbano), Pontificia Universidad Católica de Chile (Chile), Evaluación de Tecnologías Sanitarias del IECS e Istituto Superiore di Sanità”.

As diretrizes do projeto seguem os padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde, de acordo com padrões internacionais de transparência, e devem ser baseados em evidência científica considerando critérios de eficácia, segurança, efetividade e custo-efetividade das tecnologias recomendadas.

Verônica ressalta que o projeto traz um legado importante, pois padroniza a assistência à saúde a nível nacional, fornecendo documentos que proporcionam melhores cuidados à população, associado à melhor alocação de recursos. “Um bom exemplo foi a diretriz de insuficiência cardíaca, em que levamos a proposta de incorporar o exame diagnóstico BNP como opção de teste, com o objetivo de diminuir a demanda de ecocardiografia ou delimitar quem precisaria de ecocardiograma, liberando-o para casos com maior necessidade”, destaca.

 

Links relacionados

Downloads relacionados

COMPARTILHAR NOTÍCIA :
< VOLTAR PARA NOTÍCIAS
0