Saúde da Mulher

Cuidados dermatológicos pautaram o primeiro encontro Juntas do ano

O primeiro Juntas deste ano abordou Os Cuidados Dermatológicos em Pacientes com Câncer de Mama. O encontro foi ministrado pelas dermatologistas, Dra. Fabiane Kumagai e Dra. Ana Paula Caramori. As especialistas falaram sobre os efeitos da quimioterapia e da radioterapia na pele, nas unhas e nos cabelos, também deram dicas para o dia a dia de quem está passando pelo tratamento da doença.

A Dra. Fabiane iniciou a conversa falando sobre a forma que cada um pode encarar esse momento.

“Buscamos evitar falar em proibições e limitações, o modo que enxergamos a pele, cabelos e unhas durante o tratamento do câncer de mama é comparado à sensibilidade e delicadeza do bebê recém-nascido. Naturalmente, não usamos nada que possa agredi-los, como esmaltes, acetona, chapinha ou secador quente”.

 

Pele:

Entre as intercorrências que mais ocorrem durante o tratamento está a xerose, um quadro de ressecamento da pele, que pode até apresentar fissuras e causar coceira. Nesse caso, é recomendado o uso de hidratantes e emolientes específicos para corpo e para o rosto, sem perfume e que sejam hipoalergênicos. No rosto, dar preferência para os não comedogênicos (que não causam cravos, nem espinhas). A hidratação precisa ocorrer nos primeiros minutos após o banho e mais de uma vez ao dia. Além disso, orienta-se:

  • Lavar as roupas com sabão de coco
  • Evitar amaciantes
  • Evitar coçar a pele com as unhas
  • Evitar banhos longos e muito quentes
  • Evitar o uso de esponjas

A Dra. Fabiane ressalta também que pode ocorrer aumento de manchas na pele, já que ela fica mais sensível aos raios ultravioleta. Aquelas que antes do tratamento já apresentavam melasma (um tipo de mancha na pele) precisam redobrar o cuidado. A melhor forma de se proteger é através do uso de protetor solar (FPS30 ou superior), de óculos escuros, chapéu, roupas com fator de proteção, se exposição solar, e evitar o sol nos horários das 10h às 15hs.

Determinados fármacos podem predispor ao aparecimento de espinhas, durante o tratamento. “Neste caso, cada paciente precisa ser avaliado de maneira individual. Alguns medicamentos tópicos para a acne podem ser utilizados, mas apenas sob orientação médica”, destaca Dra. Fabiane.

 

Unhas:

Durante o tratamento com a quimioterapia pode ocorrer alterações nas unhas, como a onicomelanose (unhas escurecidas), ressecamento e fragilidade. A Dra. Ana Paula recomenda evitar produtos como acetona, esmaltes, uso de unhas artificiais e o hábito de remover as cutículas. Indica o corte das unhas em um tamanho curto, uso de esmaltes hipoalergênicos (quando necessário) e luvas, assim como evitar exposição solar.

 

Cabelo:

A perda de cabelos e pelos da face e do corpo pode ocorrer com o uso dos medicamentos quimioterápicos. Para ajudar nesse momento delicado, a Dra. Ana Paula comentou a possibilidade de realizar o tratamento com a crioterapia capilar, uma técnica que realiza o resfriamento do couro cabeludo, visando diminuir a penetração e toxicidade dos medicamentos nos folículos pilosos. Este procedimento ajuda a reduzir a queda em aproximadamente metade das pacientes.

 

Sobre o Juntas

Evento promovido pelo Centro de Oncologia do Hospital Moinhos de Vento, que reúne pacientes e familiares com câncer de mama. Os encontros são mensais e abertos ao público. A próxima atividade será no dia 26 de abril e terá como tema “Cuidados de Beleza”. Para participar não é necessário fazer inscrição.

 

Fontes: Dra. Fabiane Kumagai (CRM:31551) e Dra. Ana Paula Caramori (CRM: 28339), dermatologistas do Hospital Moinhos de Vento.