Notícias

Encontre uma notícia

até
- Alta Complexidade

Estratégias de valor para o futuro da saúde em debate

Evento reuniu público de 300 pessoas no Hotel Sheraton, em Porto Alegre

Com foco no aumento da expectativa de vida, na busca mundial por mais qualidade em saúde e no uso de dados para a solução de problemas, o Hospital Moinhos de Vento realizou, nesta segunda-feira (12), o evento O Futuro da Saúde – Estratégias que geram valor nas organizações. Promovido em parceria com a Harvard Business Review, a programação reuniu autoridades e especialistas nas áreas médicas e tecnológicas, no Hotel Sheraton, em Porto Alegre.

A abertura foi realizada pelo Superintendente Executivo do Moinhos de Vento, Mohamed Parrini, que respondeu à pergunta “Por que a saúde importa?”, considerando os pontos de vista do paciente, dos médicos, do governo e dos investidores. De acordo com o CEO, apesar de as perspectivas serem distintas, as oportunidade e soluções para os desafios do futuro se darão a partir da busca por novos modelos que tenham como foco as expectativas dos pacientes e dos profissionais da saúde.

“Em cada negócio e desafio, o que mais importa é o ser humano. Da mesma forma que a vontade de viver com saúde cresceu na população, os gastos públicos com a área também aumentaram. Assim, é preciso aproximar a tecnologia para auxiliar governos e empresas, criando redes de sustentabilidade e interação”, destacou Parrini.

Saúde colaborativa e integrada

Professor de Cuidados Integrados e Tecnologia da Universidade Erasmus, na Holanda, Nick Guldemond apresentou o tema “Tecnologias e cuidados da transformação”. Com exemplos do país europeu, o também gestor da instituição frisou que a Medicina está acostumada a focar no modelo de cuidado hospitalar. Porém, segundo o especialista, mais importante é investir em prevenção, em assistência social e cuidado comunitário.

“Na Holanda, o fortalecimento da aproximação e da abordagem junto às comunidades incluem muito mais os aspectos da prevenção e da assistência básica. É um erro da rede de atendimento cada envolvido ter o seu papel e atuar de forma independente. Todos devem pensar a saúde de forma colaborativa e integrada, podendo antecipar as necessidades das pessoas”, completou Guldemond.

Os superintendentes de Operações e Governo, Tanira Torelly, e Médico, Luiz Antônio Nasi, abordaram as novas tendências e tecnologias no cuidado da saúde. De acordo com eles, o Hospital Moinhos de Vento trabalha na gestão da saúde estratégica. “É um modelo sistêmico, que transforma o modelo de condução e busca reduzir a medicação e a necessidade de consultas e atendimentos”, explicou Tanira.

De acordo com Nasi, a Medicina preditiva é uma tendência futura, mas cada dia mais próxima. “Estamos sofisticando o sistema de informações e, logo, teremos todas as suas pontas em um banco de dados, tornando a Medicina mais colaborativa e computacional”, finalizou.

Tecnologia voltada à saúde

Durante a programação, especialistas em dados e tecnologia debateram o uso das funcionalidades a serviço do bem-estar humano. Fábio Ferraretto, diretor de Operações do setor de Ciência de Dados e Rene Parente, líder da área de Saúde da Accenture Technology Vision, trouxeram o tema da Era pós-digital. Henry Sznejder, diretor de Analytics e Inteligência Artificial da AMIL, chamou atenção para o uso inteligente de dados, focando na qualidade e eficiência na prestação de serviços. Por fim, Vander Corteze, CEO da Beep Saúde & Grupo BR MED, discutiu o empreendedorismo voltado para a saúde.

Links relacionados

Downloads relacionados

COMPARTILHAR NOTÍCIA :
< VOLTAR PARA NOTÍCIAS
0