Notícias

Encontre uma notícia

até
- Faculdade Moinhos

Futuro das profissões: as novas possibilidades da carreira de enfermagem

A área da saúde é a segunda que mais emprega trabalhadores no Brasil, segundo dados da Associação Nacional de Hospitais Privados (ANAHP). Com o reaquecimento da economia, em 2020, a tendência é que o segmento  intensifique ainda mais suas contratações. Para os próximos anos, com os efeitos dos fatores como o envelhecimento da população, tecnologia (tais como: biotecnologia, telemedicina e aparelhos móveis), redução da mortalidade infantil e a geração de novos medicamentos, a enfermagem se fortalece e ganha novas possibilidades de atuação, que vão desde a assistência ao paciente na beira do leito até o desenvolvimento de aplicativos para ajudar a salvar vidas.

O gerente do Instituto de Educação e Pesquisa do Hospital Moinhos de Vento, Júlio César de Bem, ressalta que as profissões têm passado por inúmeras transformações e cita o conceito da carreira em T (T – Shaped) para explicar o fenômeno. “O profissional de saúde que se manterá em ascensão no mercado de trabalho precisará ter uma sólida formação central, uma graduação em saúde, como sendo a base da letra T, e a capacidade de atuar em áreas correlatas, a partir de formações e experiências complementares ao longo da vida”, enfatiza Júlio.

Desta forma, o enfermeiro que fizer uma boa graduação terá 50% do caminho percorrido, enquanto os outros 50% precisam ser constantemente desenvolvidos com competências extras para áreas que chamam a atenção individual da pessoa, e que podem ser desenvolvidas, inclusive, ao mesmo tempo em que se faz o curso de enfermagem, como formações complementares em tecnologia.

Recentemente, o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) divulgou novos campos que devem ter cada vez mais abertura para profissionais da área, como são os casos da docência, da pesquisa, da assistência direta ao paciente de maneira autônoma em consultórios, telesaúde, clínicas e domicílios, regulamentada pela Resolução 568/2018, e até mesmo o empreendedorismo.

Hoje, 15% do mercado de startups no Brasil correspondem às áreas de Saúde ou Educação (Pesquisa da Accenture). Segundo a Deloitte, os negócios inovadores em Saúde terão crescimento de 15,8% de aportes financeiros nos próximos três anos. Até 2022, serão investidos 280 bilhões de dólares por ano em negócios que apresentarem soluções de qualidade de vida.

Um exemplo dos novos rumos da carreira de enfermagem é a profissional Tatiana Nunes Figueira, que trabalha no projeto TeleUTIP do PROADI-SUS do Hospital Moinhos de Vento. Ela e a equipe realizam atendimentos assistencial à distância a pacientes do Hospital Regional Norte (Sobral, CE) e do Hospital Geral de Palmas (Palmas, TO), além de promover a qualificação das equipes assistenciais do SUS, através de treinamentos remotos. “Percebo que essa proposta inovadora tem dado mais credibilidade e visibilidade a profissionais da enfermagem. Todos os dias, participamos de rounds médicos por meio de uma câmera de alta definição, que nos permite ver até mesmo a pupila do paciente, e determinamos a conduta que deve ser aplicada pela equipe que está na outra cidade”, relata a enfermeira.

O líder do projeto TeleUTIP, Dr. Felipe Cabral, ressalta que a multidisciplinariedade na equipe tem contribuído para o avanço dos resultados – que já ajudou a reduzir, desde sua implementação, em mais de 50% a mortalidade nos hospitais atendidos – “o fato de termos uma equipe multidisciplinar permite uma atenção mais integral aos pacientes resultando em uma redução importante da mortalidade, nosso principal objetivo”.

A Faculdade de Ciências da Saúde Moinhos de Vento está com inscrições abertas até o dia 25/07 para a graduação em enfermagem. O curso tem forte embasamento teórico unido à prática desde o primeiro semestre, principalmente por meio da inovadora metodologia mentoring, o que auxilia na formação de profissionais com autonomia para a tomada de decisões. Para saber mais acesse www.faculdademoinhos.com.br/vestibular.

 

 

Links relacionados

Downloads relacionados

COMPARTILHAR NOTÍCIA :
< VOLTAR PARA NOTÍCIAS
0